Comemoração dos 893 anos da doação do Castelo de Soure aos Templários

A iniciativa foi realizada no dia 19 de março de 2021, pelas 11 horas pela OPCTJ (Ordem dos Pobres Cavaleiros do Templo de Jerusalém), pelo Município e pela Comenda Templária de Soure e visa assinalar a comemoração da doação, do Castelo, por D. Teresa aos Templários.

No hastear da bandeira do Município e da Ordem Templária no Castelo de Soure, estiveram presentes alguns elementos simbolicamente vestidos à época, o Senhor Presidente da Câmara Municipal de Soure, Mário Jorge Nunes, o Grande Comendador da OPCTJ, Nascimento Costa e o Comendador da Comenda de Soure Ângelo Penacho.

Em 19 de março de 1128 D. Teresa entregou o castelo de Soure à Ordem dos Templários. A Ordem dos Pobres Cavaleiros de Cristo foi fundada em Jerusalém em meados de 1118, por um grupo de cavaleiros de origem francesa, com o objetivo de proteger a Terra Santa dos ataques muçulmanos. Dez anos depois, em janeiro de 1128, S. Bernardo de Claraval redige e a regra da Ordem do Templo que é promulgada no Concilio de Troyes, formalizando assim a Ordem do Templo. A 19 março de 1128, cerca de dois meses depois da Criação da Ordem, D. Teresa entrega o castelo de Soure aos Templários, tornando-se assim a primeira fortaleza sede do Templo em Portugal e também um dos primeiros castelos possuídos pelos Templários na Europa.

A sua localização numa zona meridional do Condado Portucalense foi estratégica no apoio à reconquista cristã. D. Teresa terá doado aos Templários todas as terras que estiveram sobre o domínio muçulmano desde Coimbra até Leiria.

Um ano depois (a 13 de março de 1129), D. Afonso Henriques confirmou essa doação e afirma-se no texto de doação como Irmão da Ordem “(…) esta doação faço, não por mando, ou persuasão de alguém, (…) e porque em a vossa Irmandade sou Irmão (…). Eu o Infante D. Afonso com a minha própria mão roboro esta carta.“

Partilha este artigo!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Pin It on Pinterest

Share This