Património Templário Nacional

Castelo do Rosmaninhal

Castelo desaparecido, terá sido construído, provavelmente, no séc. XIII, pela Ordem do Templo. Localizado em local estratégico face à defesa da fronteira leste de Portugal, articulava-se com outros castelos Templários da Beira. 

Possivelmente terá sido construído depois de 1237, após o mestre D. Estêvão de Belmonte ter povoado Rosmaninhal. O castelo e a cerca urbana deveriam ter planta circular. Em 1505, o castelo estaria em ruínas, possuindo um fosso e alicerces de parede com um arco. Na sequência da sua proximidade com Espanha e à sua localização numa zona de fácil penetração do inimigo, o castelo volta a assumir o seu valor estratégico nos séculos XVII e XVIII. Durante a guerra da Restauração terá sido ali construída uma fortificação abaluartada. 

Nas Memórias Paroquiais de 1758, as muralhas já estariam então parcialmente demolidas e haveria uma distinção entre um forte do povo e o forte do rei, provavelmente com base nas estruturas da antiga fortificação medieval com o abaluarte. As estruturas fortificadas foram seriamente danificadas ou demolidas durante as invasões francesas e desapareceram com a construção do cemitério no local do castelo, seguindo-se a reutilização dos materiais na construção de casas e muros particulares e na malha urbana.

Mais informação em:

Monumentos.gov: http://www.monumentos.gov.pt/site/app_pagesuser/sipa.aspx?id=35677  

Pin It on Pinterest