Património Templário Nacional

Castelo de Salvaterra do Extremo

O castelo terá sido construído no século XII pela Ordem do Templo para a defesa da fronteira leste de Portugal, articulando-se com os demais castelos Templários da Beira.

No séc. XV terá sido construída a barbacã e no séc. XVII a fortificação à moderna. O castelo teria planta circular, tipologia menos comum pela modernidade, rasgada por uma porta em arco, com adarve acedido por escadas. Subsiste apenas a torre de menagem, no interior, com três pisos e à volta da qual se dispuseram várias dependências, uma delas contendo cisterna. 

A barbacã, datada do século XV, é reforçada por cubelos circulares ou retilíneos, permitindo o acesso ao castelo “em cotovelo”; sofreu obras pontuais para o uso de armas de fogo e possui abertura de troneiras. 

Na transição dos séculos XIX-XX, a torre de menagem foi adaptada a torre sineira e de relógio. A propósito da Guerra da Restauração, o castelo e a vila (então extramuros) foram envolvidos por ampla fortificação à moderna, composta por cinco baluartes ou meios baluartes. As atalaias auxiliavam na defesa do castelo; resta uma, provavelmente de construção medieval, junto à margem do rio Erges e em frente do castelo de Penafiel.

Mais informação em:

Monumentos.gov: http://www.monumentos.gov.pt/site/app_pagesuser/sipa.aspx?id=8483   

Pin It on Pinterest